Nota pública do prefeito Elinaldo



Encontramos uma prefeitura destroçada, sem coleta de lixo, sistema de saúde depreciado, rede de educação precária. A situação mostrou-se bem pior do que imaginávamos, o que fortaleceu a decisão conjunta minha, do secretariado e dos técnicos da nossa equipe de adotar, nesse início de gestão, medidas extremas para conter todo tipo de gastos e economizar ao máximo de forma que a prefeitura possa, o mais rapidamente possível, regularizar os serviços públicos cujo mau funcionamento tanto tem angustiado a população de Camaçari.
A questão dos servidores é uma das mais graves. A folha de pessoal foi inchada nos últimos anos de forma irresponsável. Existe um contingente de mais de cinco mil servidores na prefeitura, o que nos obrigou a determinar o recadastramento de todos os funcionários para saber onde estão locados. Diante dessa situação, determinamos a proibição da contratação de novos funcionários até o mês de abril, tempo necessário para fazer um levantamento da situação, depois de ter dispensado todos os contratados através de cargo de comissão. 
A nova equipe está tentando resolver as deficiências de pessoal da máquina remanejando servidores dentro da própria estrutura, para não onerar o município, com o objetivo principal de economizar.
Nessa mesma linha, nossa gestão decidiu rever todos os contratos assinados na administração passada com a determinação de baixar seus valores ao máximo.
A situação financeira do município é tão grave que seria uma irresponsabilidade a Prefeitura patrocinar as festas de lavagens que ocorrem nesse início de ano. Infelizmente não temos recursos para isso. Determinei que só vamos participar da parte religiosa desses festejos. Além da falta de recursos para investir na organização da parte profana, o município não tem infraestrutura adequada, nesse momento, para o atendimento do grande fluxo de pessoas atraídas pelas lavagens. Repito que seria uma grande irresponsabilidade promover festas populares sem poder dar um atendimento de segurança e de atendimento necessários. Constatamos que a rede de saúde, em especial as UPAs não estão em condições de atender de forma digna as pessoas.
Nesse esforço estamos pedindo aos secretários que economizem no que for possível nas suas pastas da água, passando pela energia elétrica, até o material de escritório, para sobrar dinheiro para investir no município. Insistimos na necessidade de um esforço de todo governo nesse momento de crise e contamos com a compreensão da população de Camaçari nesse momento.
Antonio Elinaldo - Prefeito

Related Posts

0 comentários: