Espetáculo Azul Resplendor chega a Camaçari


A população de Camaçari terá a honra de celebrar os 60 anos de carreira e 80 de vida da atriz Eva Wilma - um dos maiores nomes da televisão brasileira - durante o espetáculo Azul Resplendor, que entra em cartaz dia 28 de agosto, às 19h, no Teatro Cidade do Saber.
O espetáculo, uma comédia dramática escrita pelo peruano Eduardo Adrianzén, é uma homenagem ao mundo do teatro, pois retrata sem retoques o duro ofício de ser ator. Além de Eva Wilma, estão no elenco os atores Renato Borghi, Guilherme Weber, Luciana Borghi, Débora Veneziani e Felipe Guerra.
Gratuita e com classificação etária de 14 anos, a peça faz parte do projeto de Mediação Cultural, que oferece ingressos para instituições culturais e educacionais. Será disponibilizada ainda uma cota de 250 ingressos para a população no dia do espetáculo, a partir das 14h, na bilheteria do teatro. Vale ressaltar que só serão entregues duas unidades por pessoa.
EVA WILMA
Durante os 60 anos de carreira artística, Eva Wilma participou de mais de 60 trabalhos na TV, entre minisséries, seriados, teleteatros e novelas, além de ter atuado em 28 peças e 24 filmes.
Segundo a atriz, o entusiasmo de interpretar a peça Azul Resplendor é o mesmo de quando atuou pela primeira na peça Uma Mulher e Três Palhaços, encenada no Teatro de Arena, entre os anos de 1953 e 1954.
Na pele de Blanca Estela Ramirez (ex-atriz, entre os anos 70 e 80 anos), Eva Wilma interpreta uma diva considerada uma das maiores estrelas de seu tempo, que deixou os palcos há exatamente 30 anos, no auge da carreira, sem dar explicações. Desde então, vive só e reclusa.
Seu retiro voluntário será abalado pela visita inesperada de seu maior fã, que a procura para realizar o sonho de subir ao palco ao lado dela. No apagar das luzes, a grande dama do teatro nacional terá de enfrentar a performance mais importante da vida.
 ESPETÁCULO
As pessoas sempre querem saber o que se passa fora dos holofotes e o texto da peça é pródigo na revelação dessa “intimidade” de camarim. Em uma época de culto às celebridades, Azul Resplendor trata de maneira crítica e bem humorada o ávido interesse que o público tem dedicado à vida privada dos artistas.
A peça trata das relações complexas que se estabelecem entre os artistas durante a criação de um espetáculo: os jogos de poder, os afetos, as ambições, as frustrações e etc. A obra abre aos espectadores as entranhas do teatro, o que realmente acontece no mundo dos bastidores. 

Related Posts

0 comentários: