Praia de Jauá continua interditada para banho


Continua a interdição para banho nos trechos das praias da Sororoca e do Grilo, em Jauá. A informação foi confirmada após o laudo parcial liberado pelo INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos). Esta semana, foram coletadas novas amostras de água da praia de Jauá para análise e o laudo deve ser divulgado nos próximos dias.
O trabalho de conscientização da comunidade local é realizado pelos profissionais da Defesa Civil do Município. Segundo a Sedur (Secretaria do Desenvolvimento Urbano), com o aumento da temperatura durante o verão as algas são multiplicadas e produzem toxinas que geram reações alérgicas à população. Por este motivo, o banho deve ser evitado temporariamente.
O INEMA informou, previamente, que a coloração escura é um fenômeno natural em função da alteração do clima, proveniente de desequilíbrio ecológico e tem atingido não apenas a praia de Camaçari.
O desequilíbrio atingiu outros locais da costa oeste baiana, a exemplo da cidade de Itaparica, e outros estados da costa brasileira como Pernambuco, Rio de Janeiro e Santa Catarina.
De acordo com a coordenadora de Meio Ambiente da Sedur, Marinalva Cruz, é importante que os banhistas evitem o mar neste período, e a tendência é de que em alguns dias o próprio ecossistema restaure o equilíbrio naturalmente.
De acordo com o laudo divulgado pelo INEMA esta semana, foram detectados duas espécies de algas com indicações de toxidade que causam reações alérgicas na pele e na mucosa das vias respiratórias. O banho de mar deve ser evitado por todas as pessoas, especialmente as mais sensíveis, como crianças e idosos.

Related Posts

0 comentários: