Ações contínuas reduziram os índices da doença - Noticias, Eventos e Entretenimento!

Breaking

quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Ações contínuas reduziram os índices da doença



O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) iniciou o ano intensificando o combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue. De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde, Marcos Nogueira, as ações contínuas em domicílio e as atividades educacionais têm dado resultado positivo. Em 2009, o Município apresentou índice de manifestação do mosquito de 4,4%, considerado de risco pelo Ministério da Saúde (MS).  Em 2010, os números caíram para 3,7% e até o fim do primeiro mês deste ano foi registrado o percentual de 2,8, o que tira o Município da lista de risco de epidemia, passando para situação de alerta. “A meta é chegarmos ao índice menor que 1%, recomendando pelo MS, por isso o empenho na continuidade dos trabalhos”, afirmou o diretor. Porém, para que os resultados avancem é imprescindível o apoio da comunidade, no que diz respeito ao armazenamento correto de água nas residências, assim como o descarte de lixo e acúmulo de água limpa e parada. Em janeiro deste ano, as equipes de agentes de endemias visitaram 90 mil residências da sede e orla do Município para tratar os reservatórios de água e orientar os moradores quanto aos métodos de prevenção contra a propagação do mosquito. Ainda segundo o diretor, dos 921 focos detectados no Município, no mesmo período, 616 se referem a tonéis descobertos. Para evitar a reprodução dos mosquitos, o órgão distribuiu 5 mil capas apropriadas para os recipientes. “A população quando procede adequadamente, complementa as ações da equipe”, ressaltou Marcos Nogueira. Para tanto, os agentes de endemias visitam a cada 15 dias, pontos estratégicos, como borracharias, cemitérios e áreas de construção. As residências recebem visitas bimensais.

CASOS

No mês de janeiro deste ano, foram registrados cinco casos suspeitos da dengue, além de dois casos confirmados do tipo clássico. Para detectar a doença, é importante estar atento aos sinais. “Pessoas com febre alta, associada a pelo menos dois sintomas, como dor atrás dos olhos, na cabeça e corpo, além de manchas vermelhas, devem procurar imediatamente os serviços de saúde”, orienta Marcos Nogueira.

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here