Pacientes contarão com serviço de acolhimento e classificação de risco - Noticias, Eventos e Entretenimento!

Breaking

terça-feira, julho 27, 2010

Pacientes contarão com serviço de acolhimento e classificação de risco

27 de Julho de 2010




As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Camaçari vão contar com o Serviço de Acolhimento e Classificação de Risco. A primeira unidade a ter o serviço implantado será a UPA de Monte Gordo. A cerimônia para implantação do sistema será na quinta-feira (29/07), às 11h, na própria unidade.  A proposta é realizar uma triagem e atender mais rápido os pacientes que mais necessitam. Em agosto, será implantado o serviço nas unidades de Vila de Abrantes e do bairro da Gleba B. Na UPA Nova Aliança o serviço começa a funcionar em outubro, quando for inaugurada a nova estrutura. Já a UPA de Arembepe terá o serviço implantado após a reforma e ampliação do espaço, prevista para o próximo ano. O Serviço de Acolhimento e Classificação de Risco atende a portaria 2.048/02 da Política Nacional de Atenção às Urgências e integra as ações do Humaniza Sus.

SERVIÇO
Cada uma das cinco UPA’s existentes no Município terá um consultório onde o enfermeiro vai acolher o paciente, ouvir e registrar as queixas, verificar os sinais vitais e, em seguida, classificar o caso por cores para o atendimento de acordo com o grau de risco.  O sistema de classificação conta com quatro cores. O vermelho significa atendimento imediato e é utilizado em casos de emergência, ou seja, quando o paciente correr risco de morte. No caso de urgências, quando a pessoa precisa de atendimento rápido mas não corre risco de morte, o paciente é classificado com a cor amarela e deve ser atendido em até 30 minutos. Os casos de menor urgência são classificados com a cor verde e podem ser atendidos em até 4 horas. Os casos não urgentes, classificados com a cor azul, serão acolhidos e encaminhados à unidade de saúde mais próxima.    O protocolo de classificação de risco, que orienta como conduzir a classificação, será apresentado à comunidade em sessão especial a ser realizada na Câmara Municipal. A data ainda será definida. O protocolo desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde (Sesau) é uma adaptação à realidade de Camaçari, do que foi implantado pelo Ministério da Saúde.

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here