quinta-feira, dezembro 18, 2014

Seleção do programa Minha Casa, Minha Vida termina hojehttp://www.camacari.ba.gov.br/arquivos/anexo/1712140312271.jpg


As famílias cadastradas Minha Casa, Minha Vida em 2009 e que ainda não foram contempladas com imóvel têm até quinta-feira (18/12), para participar da seleção do programa. A iniciativa acontece na Casa do Trabalho, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Segundo a Sehab (Secretaria da Habitação), desde o início da ação, no último dia 08, cerca de 3 mil famílias compareceram ao local para participar da seleção. O atendimento das pessoas que já foram agendadas continua a partir de 5 de janeiro, na sede da Secretaria, na avenida Jorge Amado, das 8h às 17h.
Para participar da seleção é necessário apresentar originais e cópias legíveis dos documentos de identidade, CPF, título de eleitor, comprovante de residência ou aluguel com firma reconhecida, comprovante de renda, cartão do Bolsa Família, certidão de nascimento dos filhos e do titular, certidão de casamento ou atestado de óbito ou averbação de divórcio, se for o caso, e o comprovante de inscrição de 2009 no programa.
Se o inscrito for casado, divorciado ou morar junto, é preciso apresentar a mesma documentação do companheiro. Quem fez dossiê em 2014 não precisa comparecer à seleção. O dossiê é um documento exigido pela Caixa para análise do cadastro. O documento consiste em uma declaração que consta se o beneficiário não tem imóvel e se está na faixa de renda necessária, dentre outras informações.
As famílias não podem ter imóvel, nem participado de programa habitacional municipal, estadual ou federal e nem ter renda familiar entre de R$ 0 e R$ 1.600,00. Na seleção, as famílias serão avaliadas com base em seis critérios, três municipais e três federais. Após a seleção, as famílias precisam atualizar o CAD - cadastro único para todos os programas sociais do governo federal e o dossiê. Outras informações podem ser adquiridas através da Ouvidoria da Sehab, no telefone 3644-9747 (custo de ligação local), das 8h às 17h.

Emoção toma conta no lançamento da Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari


A noite de 17 de dezembro será perpetuada no Município e na memória daqueles que estiveram no lançamento da Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari. Foi um espetáculo digno de aplausos e muita emoção.
Ter uma orquestra genuinamente de Camaçari com jovens talentos da cidade foi o desafio proposto pelo prefeito Ademar Delgado, em 2013, ao maestro Bira Marques e a diretoria da Cidade do Saber. De lá para cá, muitos investimentos foram feitos pela Prefeitura até a chegada do grande dia, a primeira apresentação, realizada no Teatro Cidade do Saber.
Os 40 jovens da Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari não fugiram da responsabilidade e fizeram bonito, deixando todos orgulhosos, principalmente o gestor do Município, que não escondeu a emoção de ver o antigo sonho se tornar realidade. “Hoje é um dia histórico. Em apenas dois anos conseguimos criar uma orquestra. Acredito na arte como colaboradora para a formação do caráter das nossas crianças e jovens e faço questão de continuar investindo nisso”, declarou.
Da plateia, a musicista e educadora musical Geisa Maia, de 35 anos, assistia com orgulho o filho Vitor de Jesus, de 14 anos, um dos violoncelistas da orquestra. “Há alguns anos eu também tive o mesmo sonho do prefeito Ademar e imaginei se veria uma orquestra formada por jovens de Camaçari. E hoje, além de vê-la, meu filho toca nela. Não tenho palavras para descrever tamanha emoção”, disse.
A educadora musical contou que o filho teve contato com música ainda no período da gestação, mas ela não acreditava que ele fosse se interessar por algum instrumento, até o momento que foi surpreendida pelo pedido para aprender a tocar. “Foi no projeto de Iniciação Musical na escola que pude desenvolver minhas habilidades e agora estou aperfeiçoando no Conservatório de Música Sinfônica. Hoje é um grande dia, um importante passo para realizar o meu sonho de ser um músico reconhecido”, disse Vitor.
A noite também teve espaço para apresentação de músicos aspirantes ao conservatório e à Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari, com o brilhantismo de 12 estudantes do projeto de Iniciação Musical do Centro Educacional Paulo Freire. Eles fizeram o pot-pourri das músicas Noite Feliz, Brilha, Brilha, Estrelinha e Além do Arco Irís. Está última contou com solos de Ronaldo Santos e Kaique Santos, de 10 e 11 anos, respectivamente. Ambos encontraram a música através do projeto e desejam seguir a carreira.
Durante o lançamento, teve espaço ainda para duas músicas de outros estudantes do conservatório, uma executada por instrumentos de cordas e a outra por instrumentos de metais. O sonho de quem está no conservatório é chegar à Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari, contou Andreza de Lima, de 15 anos, que toca trombone. “Quero ser musicista. Muitas meninas escolhem o violino, mas durante o projeto me apaixonei pelo trombone. Minha meta é chegar à orquestra. Será um orgulho imenso”, ressaltou.
Para a festa, o maestro Bira Marques criou três composições, todas em homenagem a Camaçari. Durante a apresentação de uma delas houve a participação de uma bailarina da Cia. Jovem de Balé da Cidade do Saber. O concerto contou também com as cantoras de Camaçari, Thainã Souza, na canção I Will Always Love You e Jamily Diwlay, na música Eu Sei que Vou Te Amar. Antes do concerto, houve uma apresentação do grupo de Camaçari, Bando do Padim Vô.
PROJETO
Para criar a Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari, a Prefeitura investiu nos últimos anos no projeto de Iniciação Musical nas escolas, executado através da Seduc (Secretaria de Educação) em parceria da Cidade do Saber.
Os jovens músicos da Orquestra Pró-Sinfônica de Camaçari foram selecionados a partir do Conservatório de Música Sinfônica, criado pela Cidade do Saber para aprimorar o desempenho dos alunos do projeto de Iniciação Musical e de outros jovens aspirantes à música sinfônica.
Atualmente, as aulas do projeto de Iniciação Musical são ministradas para 1.590 estudantes da rede municipal, duas vezes por semana, sempre no turno oposto ao das aulas. O Conservatório de Música Sinfônica recebe três vezes por semana 80 jovens oriundos do projeto. Eles contam com aulas de teoria musical, tutoriais (prática individual) e de prática de conjunto.
Integram o projeto os Centros Educacionais Marques de Abrantes, Darcy Ribeiro, Paulo Freire e Reitor Edgard Santos e as Escolas Municipais Amélia Rodrigues, Tancredo Neves, Professora Marina Tavares Cardoso, Professora Maria José de Mattos da Conceição, Parque Verde, Joana Angélica, Maclina Maria da Glória e do Natal.
PRESENÇAS
Prestigiaram o lançamento a primeira-dama do Município, Edyla Chagas, os secretários de Educação, Luiz Valter de Lima, da Cultura, Vital Vasconcelos, da Administração, Lezineide Andrade, além da diretora geral da Cidade do Saber, Ana Lúcia Silveira, e do diretor da ACEC (Associação Comercial e Empresarial de Camaçari), Luciano Sacramento. 

Camaçari recebe Música Ilimitada - TIM

Cidade da região metropolitana recebe primeira mostra do festival de música




A Cidade do Saber, em Camaçari, será a primeira parada do Festival da Música Ilimitada. O teatro será palco da mostra que acontece no próximo dia 9 de janeiro , a partir das 20 horas . No projeto, outras nove localidades de camadas populares, sendo oito em Salvador e uma em Lauro de Freitas , funcionarão como polos musicais, nos quais três bandas se apresentam e uma se classifica para ficar entre as dez, que disputam as seis vagas para a grande final. Da região metropolitana, o projeto segue para Alagados, no dia 16 de janeiro .
 Sussuarana, Plataforma, Engenho Velho de Brotas, Cajazeiras, Itapuã, Tancredo Neves e Liberdade serão bairro de Salvador que receberão o projeto. As inscrições para Camaçari estão abertas até o dia 20 de dezembro através do site www.musicailimitada.com.br
.
Das mostras serão classificadas dez bandas que serão submetidas à votação popular, através da internet, que escolherá um representante. Outras cinco serão indicadas por um júri formado por renomados profissionais da música baiana.
Os três primeiros colocados do festival serão contemplados com diversos prêmios para melhor gerenciamento de carreira. O Festival da Música Ilimitada é promovido pela Odò Produção Cultural, com o patrocínio da TIM e do Governo do Estado da Bahia, através do Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural, FAZCULTURA.

terça-feira, dezembro 09, 2014

Cesta de Natal beneficia 26 mil famílias carentes em Camaçari


A entrega da Cesta de Natal dos beneficiários do programa Bolsa Família acontece quinta e sexta-feira (11 e 12/12). O primeiro dia é destinado aos moradores da sede e o segundo aos residentes da orla. A entrega do benefício natalino acontece das 8h às 12h e das 14h às 16h, em 27 pontos fixos de distribuição e 10 itinerantes.
A entrega dos cupons que dá direito ao benefício encerra quarta-feira (10/12). A distribuição acontece em 18 pontos da sede e da orla do Município, das 9h às 12h e das 14h às 16h. Para receber os cupons, os beneficiários devem apresentar um documento oficial com foto e o cartão do Bolsa Família.
A Cesta de Natal é um benefício concedido pela Prefeitura, através da Sedes (Secretaria do Desenvolvimento Social), com o apoio da Secad (Secretaria da Administração), e contempla 26 mil famílias cadastradas no programa Bolsa Família. O benefício contém  panetone, feijão, farinha, macarrão, arroz, açúcar, milho e ervilha em conserva, além de dois frangos.
Para retirar as cestas natalinas o beneficiário deve apresentar apenas o cupom entregue pela Prefeitura. Portanto, caso não possa comparecer a um dos pontos de distribuição, pode pedir a outra pessoa para retirar o benefício.
PONTOS DE ENTREGA DAS CESTAS
SEDE – QUINTA-FEIRA (11/12)
1. Vaca Mecânica da Sede (em substituição à Bamuca)
2. Escola Denise Tavares
3. Escola Luís Pereira Costa
4. Escola Helena Celestino
5. Escola Municipal Alberto Ferreira Brandão
6. Escola Félix Joaquim de Moraes
7. Centro de Educação Municipal de Camaçari
8. Escola Municipal Sônia Regina de Souza
9. Escola Municipal Luiz Rogério
10. Escola Municipal Conceição de Maria
11. Escola Virgínia Reis
12. Associação de Moradores do Rio da Prata
13. Escola Hildebrando Lima Filho
14. Escola Yolanda Pires
15. Escola Santo Antônio (Machadinho)
16. Escola Municipal Jardim Santo Antônio

ORLA – SEXTA-FEIRA (12/12)
17. Escola Senhor dos Passos
18. Escola Darcy Ribeiro
19. Escola Giltônia Pereira
20. Vaca Mecânica da Orla
21. Colégio Catu de Abrantes
22. Colégio Marquês de Abrantes
23. Colégio Eliza Dias de Azevedo
24. Escola Tancredo Neves
25. Escola Tomáz Camilo
26. Colégio Américo Ferreira Santos
27. Escola Amélia Rodrigues
 ENTREGAS ITINERANTES
1. Cordoaria, Cajazeiras de Abrantes e Pau Grande
2. Rancho Alegre
3. Açu da Capivara
4. Jordão
5. Jóia do Rio, Tiririca e Cachoeirinha
6. Guajiruns, Cascalheira, Rua da Usina, Rua do Ouro, Rua Maurício Lima e Itaipú
7. Alto da Mira, Rua do Lavra, Palheiro, Biriba Capoeira Feia, Vargem da Meira
8. Monte Gordo (Estrada Velha, Beco da Margarida, Rua do Saco, Santarém, Alto da Capelinha)
9. Coqueiro de Monte Gordo
10. Coqueiro de Arembepe

Prefeitura realiza seleção do Minha Casa, Minha Vida


“Quem espera com paciência um dia realiza o sonho”. Foi com esse espírito de esperança que a aposentada Maria de Lourde dos Santos, de 51 anos, participou, na manhã desta terça-feira (09/12), da seleção para os empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida, em construção em Camaçari.
Cadastrada no programa em 2009, a aposentada, que tem problemas de coluna, mora de favor na casa do irmão há seis anos. Ela fala da expectativa em ter o cadastro aprovado e, pela primeira vez, ter um imóvel próprio para receber os filhos e netos.
Sair do aluguel é o desejo da dona de casa e mãe solteira Natali de Jesus, de 30 anos. “São renovadas as esperanças em ser contemplada. Acho muito importante a Prefeitura conseguir imóveis com o governo federal para quem não tem renda”, disse. Além disso, ela quer proporcionar uma vida mais digna às filhas Katellen de Jesus, de 8 meses, e Gleicekelly dos Santos, de 13 anos.
Se for contemplado com uma casa, a primeira atitude do auxiliar de pedreiro Luciano do Santos, de 36 anos, será convidar a namorada para morar com ele. Ele contou que com o imóvel pode reunir os três filhos e usar o valor que paga no aluguel para investir neles.
A seleção é voltada para famílias cadastradas no programa Minha Casa, Minha Vida em 2009 e que ainda não foram beneficiadas. A iniciativa acontece na Casa do Trabalho e segue até o dia 18 de dezembro. O atendimento acontece das 8h às 12h e das 13h às 17h. A expectativa da Sehab (Secretaria da Habitação) é que cerca de 9 mil famílias sejam beneficiadas.
DOCUMENTOS
Para participar da seleção é necessário apresentar originais e cópias legíveis dos documentos de identidade, CPF, título de eleitor, comprovante de residência ou aluguel, com firma reconhecida, comprovante de renda, cartão do Bolsa Família, certidão de nascimento dos filhos e do titular, certidão de casamento ou atestado de óbito ou averbação de divórcio, se for o caso, e o comprovante de inscrição de 2009 no programa.
Se o inscrito for casado, divorciado ou morar junto, é preciso apresentar a mesma documentação do companheiro. Quem fez dossiê em 2014 não precisa comparecer à seleção. O dossiê é um documento exigido para análise do cadastro pela Caixa, que consiste em uma declaração do beneficiário, onde consta que não tem imóvel e que está na faixa de renda necessária, por exemplo.
As famílias não podem ter imóvel, nem ter participado de programa habitacional municipal, estadual ou federal e ter renda familiar de R$ 0 até R$ 1.600,00. Na seleção, as famílias serão avaliadas com base em seis critérios, sendo três municipais e três federais.
Com a análise dos critérios, as famílias serão subdivididas em grupos. As que contemplam de cinco a seis critérios pertencerão ao grupo 1 e serão as primeiras beneficiadas. Em seguida, o grupo 2 com as famílias que atenderem entre três e quatro critérios. As famílias que atenderem apenas dois critérios terão o pedido indeferido.
Após a seleção as famílias precisarão atualizar o CAD, que é o cadastro único para todos os programas sociais do governo federal, e o dossiê.
CRITÉRIOS
O programa Minha Casa, Minha Vida analisa seis critérios, três do governo federal de acordo com a portaria nacional 595/13. O primeiro é para as famílias residentes em áreas de risco, desabrigadas ou insalubres. O segundo, mulheres responsáveis pela unidade familiar. E o terceiro pessoas com deficiência que devem apresentar relatório médico com CID (Classificação Internacional de Doenças), especificando tipo e grau da deficiência. Nesses casos existem 3% de cota mínima em cada empreendimento e, a depender da deficiência, o imóvel será adaptado.
Os outros três critérios são de acordo com o Decreto Municipal 5.835/14. O primeiro é para famílias em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação e, ou, fragilização de vínculos afetivos relacionais e de pertencimento social, conforme definição da Política Nacional de Assistência Social. O segundo trata das famílias que residam em cômodo, em imóvel alugado ou cedido ou em situação de domicílio estendido, os que habitam mais de uma família. E, por último, famílias que comprovem tempo mínimo de 5 anos de residência no Município.


STT inicia cadastramento de veículos para Revellion em Aremebepe


O cadastramento de veículos para o Réveillon de Arembepe começa a partir desta quarta-feira (10/12). A iniciativa, que acontece no Posto de Informações Turísticas Nidinho, segue ainda de 11 a 14, 17 a 21 e 27 a 28 de dezembro, das 9h às 16h.
Para efetivar o cadastramento são necessários documentos como identidade ou habilitação, IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo). Caso o imóvel seja alugado, é necessário levar IPTU e o contrato de locação.
O procedimento é necessário para veículos de pessoas com imóvel no Centro de Arembepe e na praia do Piruí, áreas próximas ao local da festa. A STT (Superintendência do Trânsito e Transporte) alerta aos moradores que não deixem para fazer o cadastramento de última hora.
Podem ser cadastrados até dois veículos por imóvel, desde que fiquem estacionados na garagem. Este ano haverá ainda estacionamento na Arena de Shows da Festa de Arembepe, localizada na via principal da localidade.
O cadastramento de veículos é uma iniciativa da Prefeitura, realizada através da parceria entre a STT e a Setur. Outras informações podem ser obtidas através da Ouvidoria da STT, pelo número 3622-7722, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Gleba C vai ganhar uma nova praça


Durante a quinta noite do novenário dedicado a Santa Luzia, na qual a Prefeitura foi homenageada, o prefeito Ademar Delgado anunciou a construção da praça Santa Luzia, no bairro Gleba C.
Os projetos arquitetônico e complementar do equipamento público que será construído próximo à paróquia de Santa Luzia serão realizados pelas secretarias do Desenvolvimento Urbano e da Infraestrutura, e encaminhados na sexta-feira (12/12) para a Comissão de Licitação para elaborar o edital
De acordo com o prefeito, a construção de praças no Município é muito salutar, uma vez que os equipamentos públicos são um meio de integração social e lazer e resgatam a autoestima da população. “Essa homenagem é uma forma de reafirmar o compromisso do governo municipal com os moradores, além de reforçar os vínculos com a comunidade”, ressaltou.
Para o padre da paróquia de Santa Luzia, o pároco Márcio Menezes, a homenagem à Prefeitura é mais do que justa. A iniciativa foi sugerida pela comunidade, que está bastante satisfeita com a administração municipal e pelas melhorias realizadas no bairro.
A novena, que tem como tema “Santa Luzia de olhos perseverante na misericórdia divina do Pai”, teve início no último dia 04 e segue até dia 12 de dezembro. No dia 13, data em que é comemorada o Dia de Santa Luzia, acontece o ponto alto das celebrações.
A missa foi realiza na segunda-feira (08/12) e contou com as presenças da primeira-dama do Município, Edyla Chagas, dos secretários da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano, Everaldo Siqueira e Ana Lucia Costa, respectivamente, além do diretor-superintendente do ISSM (Instituto de Seguridade do Servidor Municipal), Ademar Lopes. 

terça-feira, novembro 25, 2014

Semana Global do Empreendedorismo de Camaçari


O maior movimento de cultura empreendedora do Brasil. Assim foi considerada a Semana Global de Empreendedorismo de Camaçari, por dirigentes do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) Nacional e do Instituto Empreender Endeavor Brasil, líder da iniciativa no país.
De acordo com a organização da atividade, a Semana Global de Empreendedorismo em Camaçari superou todas as edições e expectativas. Foram cerca de 100 mil pessoas durante o evento, que incluiu cursos, palestras, exposições, agenda gastronômica, mostra fotográfica e exposições nos estandes.
Este ano, a novidade foi a inclusão da sétima edição do Polo de Cidadania. A ação, promovida pelo Cofic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari), em parceria com empresas do Polo Industrial e secretarias municipais, oferece diversos tipos de serviços.
Um dos fatores determinantes para o sucesso desta edição da Semana Global de Empreendedorismo foi a criatividade dos empreendedores locais, principalmente dos MEI (Microempreendedor Individual). Pensando neles, a comissão do evento decidiu criar a Biblioteca do Empreendedor, espaço que vai funcionar na Casa do Trabalho e dispor de livros, revistas e apostilas relacionadas ao empreendedorismo, além de computador com acesso à internet.
Para manter vivo o movimento empreendedor, será lançado um concurso para que estudantes e empresários contem qual a visão do evento. Os mais criativos serão premiados com brindes. A comissão está definindo as regras e o funcionamento da iniciativa.
A Semana Global de Empreendedorismo foi realizada entre os dias 17 e 23 deste mês. As atividades foram realizadas na Cidade do Saber, na praça da Simpatia e na Casa do Trabalho. No total, foram 250 expositores dentre economia solidária, artesãos, micros, pequenas e grandes empresas, além de distribuidores nacionais e internacionais.

Município lança sistema de informação


“Camaçari tem a rede de enfrentamento à violência contra a mulher melhor aparelhada do Estado”, disse a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Vera Lúcia Barbosa. Por esse motivo, o Município foi escolhido para ser o pioneiro na implantação do Sisprev (Sistema Estadual de Informação sobre a Violência Contra as Mulheres) na Bahia.
O sistema, lançado nesta terça-feira (25/11), no Centro de Referência na Atenção à Mulher Yolanda Pires, integra a agenda de ações da campanha mundial 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, iniciada na última sexta-feira (21/11) e prossegue até 10 de dezembro.
O Centro de Referência na Atenção à Mulher Yolanda Pires, que fica no bairro Dois de Julho, recebeu entre janeiro e agosto deste ano 1.246 mulheres vítimas de violência doméstica, de acordo com a coordenação do local.
Agora esses casos estarão no sistema estadual, com informações sobre a origem da mulher, uma vez que elas chegam ao centro após serem encaminhadas pela Semu (Secretaria da Mulher), Sedes (Secretaria do Desenvolvimento Social), DEAM (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), Defensoria Pública e Ministério Público, rede que trabalha no enfrentamento à violência contra a mulher. Algumas procuram o espaço espontaneamente. Também vão constar informações sobre a violência sofrida e o estágio da mulher.
A secretária Vera Lúcia Barbosa explica que com essas informações será possível mapear o problema e criar políticas públicas de enfrentamento à violência mais eficazes. Ela informou que apenas 19 municípios baianos têm um Centro de Referência como o Yolanda Pires e somente 32 das 417 cidades da Bahia têm organismos municipais, como secretarias e coordenações voltadas à promoção da mulher.
Compareceram ao lançamento do Sisprev em Camaçari gestoras de outros municípios, como Salvador, Feira de Santana e Simões Filho. “Nós viemos aprender com Camaçari, porque somos uma secretaria muito nova e queremos levar o modelo daqui para o nosso município”, comentou a secretária de Políticas Públicas de Promoção à Mulher de Simões Filho, Andrea Almeida.
PROGRAMAÇÃO
Quinta-feira (27/11) – 14h às 17h – Curso Biodanza no auditório do Centro de Referência de Atenção à Mulher Yolanda Pires
Segunda-feira (01/12) – 9h às 12h – Panfletagem nas Unidades de Saúde
Quarta-feira (03/12) – 15 às 17h – Projeto: Saúde Mulher com atividade aeróbica na praça da Simpatia
Quinta-feira (04/12) – 9h às 15h – Mobilização das Entidades: Homens pelo fim da violência com visitas a ONGs, setores públicos e parceiros/9h às 12h – Panfletagem e pedágio na Orla – Vila de Abrantes e Arembepe
Sexta-feira (05/12) – 9h às 12h – Blitz nas sinaleiras da praça Desembargador Montenegro
Quarta-feira (10/12) – 15h às 17h – Chá Lilás: fechamento da Campanha de 16 Dias de Ativismo no auditório do Centro de Referência de Atenção à Mulher Yolanda Pires

Alunos de Camaçari analisam processos de qualidade de grandes empresas


Visando aliar conteúdo exposto em sala com a vivência direta com o mercado de trabalho, os alunos da turma de Técnico em Logística do CETTPS (instituição de ensino técnico localizada em Camaçari) realizaram uma pesquisa de campo para analisar os processos de qualidade das grandes empresas do país. Os 45 alunos foram divididos em cinco equipes e cada grupo ficou responsável por uma empresa, analisando e expondo o histórico, portfólio e um cronograma voltado para os Processos de Qualidade de cada uma delas. A atividade foi parte do processo avaliativo na disciplina Gestão da Qualidade e Produtividade, do curso Técnico em Logística e analisou as seguintes empresas: Lear, Tintas Coral, Fonte D’Vida, Tec Video e Sansuy.